5.26.2010

Como são fabricadas as vacinas contra a gripe?

Vírus estão em constante mutação e representam uma armadilha para o nosso sistema imunológico. Isso é o que torna tão difícil a fabricação de vacinas. No caso da gripe, a cada ano é preciso criar uma vacina nova.
É quase impossível para os cientistas controlar as diferentes famílias de vírus atuantes num determinado momento. Pois elas precisam ser permanentemente observadas e monitoradas, para se poder constatar se estão em mutação e definir quais têm maior probabilidade de provocar a próxima onda de gripe, explica Michael Pfleiderer, do Instituto Paul Ehrlich, sediado na cidade alemã de Langen.
"Os responsáveis por esse processo são os chamados Centros de Colaboração de Pesquisa e Referência sobre a Influenza, da Organização Mundial da Saúde (OMS), existentes na Europa, nos Estados Unidos, no Japão e na Austrália", explica. "Eles fazem isso rotineiramente, tanto em caráter sazonal para as vacinas comuns contra a gripe, quanto em casos de pandemia."

Um ovo, uma dose

Uma vez identificadas as famílias mais importantes, a OMS as envia aos fabricantes como base para novas vacinas. "Os vírus ativos são então inoculados em ovos de galinhas para serem cultivados em grande escala." Vírus de diferentes famílias devem ser processados separadamente.
Os vírus então se multiplicam rapidamente na membrana externa dos embriões. Após cerca de três dias, os ovos são abertos e o líquido virulento é separado do resto. "O método de fabricação através de ovos de galinha é seguro e a maioria dos processos se baseia nele, mesmo em caso de pandemia", conta Pfleiderer.

Um comentário:

  1. A OMS está neste momento sendo processada pelo conselho da Europa por ter favorecido os laboratórios farmacêuticos diminuindo o critério para declarar pandemia e recomendando vacinação em massa no mundo inteiro.

    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100330/not_imp531087,0.php
    http://www.dailymail.co.uk/news/article-1242147/The-false-pandemic-Drug-firms-cashed-scare-swine-flu-claims-Euro-health-chief.html
    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=442790
    http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=OMS-e–farmaceuticas-acusadas-de-alarmismo-em-relacao-a-pandemia.rtp&article=332017&visual=3&layout=10&tm=7

    Não estariam já preparando a população para aceitar uma futura mutação e recomeçar tudo novamente?

    Eu também lhe pergunto porque que a OMS e o MS não fazem recomendações para tomar sol, desta forma metabolizando a Vitamina D, ou até mesmo distribuir vitamina D para a população? Está mais que provado (veja estudos abaixo) que ela diminuí em muito a chance de contrair o vírus de qualquer gripe (incluindo o H1N1), mas também diminuindo a chance de ter osteoporose, doenças do coração, diabetes e esclerose múltipla, apenas para citar alguns.

    - Times Online: Vitamina D é Melhor que Vacinas na Prevenção da Gripe
    http://www.ajcn.org/cgi/content/abstract/ajcn.2009.29094v1
    - Estudo Canadense: Vacina contra a gripe sazonal aumenta risco de contrair gripe suína
    http://www.plosmedicine.org/article/info:doi/10.1371/journal.pmed.1000258
    http://www.tribunamedicapress.pt/internacional-1/29747-vacinados-contra-gripe-sazonal-mais-expostos-ao-h1n1
    http://www.foodconsumer.org/newsite/Non-food/Miscellaneous/seasonal_flu_vaccine_raises_swine_flu_risk_0604100821.html

    ResponderExcluir